VENHA CONHECER CODAJÁS

quinta-feira, 2 de outubro de 2014

Curso de carreira movimenta acadêmicos amazonenses neste sábado


Jovens buscam definir carreira em Manaus
Escolher qual curso seguir e, consequentemente, em que carreira ingressar não são decisões simples. Profissionais experientes orientam os jovens a fazerem o que eles gostam. Aqueles que seguem seus talentos tendem a ser mais competentes e a se destacarem em suas áreas de atuação. Esses e outros temas fazem parte do curso de carreira que acontecerá no período de 8 às 17h deste sábado(4), no auditório do Hotel Manaus Express Vieiralves, situado na rua Rio Branco com rio Ituxi,95 – Vieiralves.
O curso será ministrado pelo engeheiro civil e Master Coach Jerson Aranha Jr. e pelo e hipnoterapeuta Raimundo Paiva, que é fundador e presidente do Instituto Vidas Libertas.

No decorrer do dia – disse Jerson Aranha Jr. - os participantes vão ter atividades práticas como reflexões, discussão sobre carreira, identificação de potenciais, transformação de crenças, plano de carreira, vendas e marketing, além do ser holístico com resultado fim envolvendo os participantes.

domingo, 20 de abril de 2014

Segurança Pública vai ganhar reforço de 500 homens nos próximos dias

Os novos Policiais sendo formados na Academia da PMAM

                A Segurança Pública do Amazonas ganhará nos próximos 30 dias, um reforço de mais 500 homens para atuar no policiamento preventivo e ostensivo do Estado. A informação é do presidente da Comissão de Segurança Pública da Assembleia Legislativa do Amazonas(Aleam), deputado Cabo Maciel(PR), que esteve participando no Centro de Educação e Formação de Praças(CFAP), da formatura de entrega de medalhas dos alunos soldados vencedores dos jogos militares em comemoração aos 177 anos da Polícia Militar do Amazonas.
                Cabo Maciel destacou o compromisso do governador José Melo(PROS), com a Segurança Pública, incentivando a formatura dos alunos soldados para que breve possa ser nomeado para os quadros da Polícia Militar.

                Outro ponto destacado pelo deputado Cabo Maciel é a formação de mais 360 militares sendo 240 Soldados das (Turmas/1998/2 e 1999, que serão promovidos a Cabos), enquanto que 120 Cabos que serão promovidos a 3º Sargentos. Os convocados serão submetidos à inspeção e exames de saúde, além do Teste de Aptidão Física(TAF).

domingo, 13 de abril de 2014

Deputado Cabo Maciel diz que diretores de presídios no Amazonas são mandados por presos ligados ao tráfico e ao crime organizado

Dep. Cabo Maciel

Às vésperas da Copa do Mundo de Futebol, quando milhares de turistas de diversas partes do mundo se deslocarão para Manaus, o sistema penitenciário estadual continua sendo alvo de polêmica pelas facilidades que favorece aos bandidos de diversos matizes, inclusive os diretamente comprometidos com o tráfico de drogas e o crime organizado.

Ontem, em contundente pronunciamento na Assembleia Legislativa, o deputado estadual Cabo Maciel (PR), presidente da Comissão de Segurança da Aleam, detonou o sistema, confessando indignação com o que viu em recente visita à Cadeia Pública Raimundo Vidal Pessoa e a outros presídios à mercê dos bandidos e com policiais e agentes penitenciários relegados à própria sorte.

Com a solidariedade dos deputados José Ricardo Wendling (PT) e Sidney Leite (DEM), Maciel disse não haver dúvidas sobre a precariedade dos presídios, onde os valores se invertem. Os bandidos, na realidade, dão as cartas, e os policiais e agentes apenas se submetem. “O que prevalece nos presídios são as ordens que partem de dentro das celas”, afirmou Cabo Maciel ao CORREIO DO ZACA.

O deputado garantiu que convidará o secretário de Justiça, coronel Louismar Bonates, para acompanhar a Comissão da Aleam em nova visita à Raimundo Vidal para ver in loco a situação de abandono e de terror existente ali. “Os presos estão mandando nos diretores de presídios em todo o Estado do Amazonas, eu tenho certeza, e é preciso dar um basta em tudo isso”, enfatiza.

Secretário de Justiça Louismar Bonates

De acordo com Cabo Maciel, os presídios hoje, na capital e no interior do Estado, são totalmente comandados pelos bandidos a serviço do tráfico e do crime organizado. Não é à toa que Manaus, por isso mesmo, está sendo vista como a cidade do crime depois que levantamento de uma Ong mexicana a classificou entre as 16 cidades mais violentas do País.

Nos presídios, por um lado, os bandidos ditam normas de comportamento aos policiais e usam celulares à vontade, falando com seus advogados ou tratando dos negócios relacionados ao tráfico.
Do outro, os agentes penitenciários trabalhando em regime de escravidão, pela hora da morte, sem nenhuma condição e expostos a sérios problemas de saúde em razão do ambiente fétido e de total degradação onde atuam.

Codajás será ligada por estrada a Anori para ajudar escoamento do açaí

Gov. José Melo acompanha obras em Codajás


De acordo com o Governo do Estado, os investimentos em Codajás superam a marca de R$ 100 milhões aplicados em áreas como infraestrutura, saúde e educação. Uma das obras mais importantes é a recuperação da estrada que liga Codajás a Anori. Integrada à nova estrutura portuária, a rodovia em fase de revitalização deve facilitar o escoamento da produção do setor primário, receber mercadorias e fazer o transporte da população.


Plantadores de açaí

Em fase de execução, a estrada Codajás-Anori deve ter seus 68 quilômetros de extensão asfaltados até o final do ano. Os recursos são da ordem de R$ 69 milhões, provenientes do orçamento do Governo do Estado. Com a estrada e o porto em funcionamento, a expectativa é incentivar a produção local e atrair novos investidores da iniciativa privada para aproveitar o potencial dos dois municípios, reconhecidos como grandes produtores de açaí no Amazonas.

Papa Francisco pede perdão por pedofilia na Igreja



"Quero assumir pessoalmente e pedir perdão pelo mal que muitos sacerdotes fizeram pelos abusos sexuais de crianças", disse Francisco


REDAÇÃO ÉPOCA, COM AGÊNCIA EFE

O papa Francisco, durante cerimônia
religiosa no Vaticano

(Foto: Gregorio Borgia/AP)

O papa Francisco pediu nesta sexta-feira (11) no Vaticano perdão pelos abusos sexuais cometidos contra crianças por "muitos" sacerdotes católicos. Francisco interrompeu um discurso para uma delegação do Escritório Internacional Católico para a Infância (BICE) e, falando de improviso, comentou sobre os escândalos de abusos sexuais por parte de membros do clero da Igreja Católica.
 Vaticano admite na ONU abusos contra crianças no clero
Para muitas organizações da sociedade civil, a Igreja vem acobertando escândalos sexuais para evitar que sacerdotes sejam punidos por leis nacionais em diferentes países. Estima-se que milhares de crianças foram abusadas, entre as décadas de 1960 e 1990, sem nenhum tipo de punição aos sacerdotes. Os casos mais severos ocorreram na Irlanda e nos Estados Unidos. O Vaticano só admitiu esses casos no começo de 2014.
Nesta sexta, o papa disse que a Igreja punirá esses sacerdotes. Segundo Francisco, a Igreja não dará "um passo para trás" na forma como encara o escândalo de abusos no clero. "Temos que ser muito fortes. Com as crianças não se brinca", disse o papa.

Francisco disse que o número de sacerdotes que fizeram mal a crianças é grande, mas não em comparação com a totalidade do clero. "Quero assumir pessoalmente e pedir perdão pelo mal que fizeram pelos abusos sexuais de crianças", afirmou.

Porto de Codajás foi inaugurado


 (Foto: Michael Dantas/Agecom)

O novo porto do município de Codajás, a 240km de Manaus, foi inaugurado neste sábado (12). Com o local pronto, o governador do Amazonas, José Melo, anunciou ainda novos investimentos em diversos setores na cidade.
A estação portuária foi contruída em parceria com o Governo Federal, com investimentos de R$ 21,8 milhões, e tem 40 metros de extensão. O complexo tem ainda uma fábrica de gelo, que deverá ser usada pela cooperativa de pescadores do município.
De acordo com o Governo do Estado, os investimentos em Codajás superam a marca de R$ 100 milhões aplicados em áreas como infraestrutura, saúde e educação. Uma das obras mais importantes é a recuperação da estrada que liga Codajás a Anori. Integrada à nova estrutura portuária, a rodovia em fase de revitalizaçã deve facilitar o escoamento da produção do setor primário, receber mercadorias e fazer o transporte da população.

Em fase de execução, a estrada Codajás-Anori deve ter seus 68 quilômetros de extensão asfaltados até o final do ano. Os recursos são da ordem de R$ 69 milhões, provenientes do orçamento do Governo do Estado. Com a estrada e o porto em funcionamento, a expectativa é incentivar a produção local e atrair novos investidores da iniciativa privada para aproveitar o potencial dos dois municípios, reconhecidos como grandes produtores de açaí no Amazonas.